Dessa vez serei breve. Uma parte (cada vez maior) dos espanhóis vaia o Piqué por causa das suas idéias políticas. Ao contrario do que o Xavi disse esses dias, o jogador do FC Barcelona não é xingado por torcedores do Real Madrid invejosos e chateados, não. Essa teoria só faria sentido se ele não lesse comentários da gente fora do seu ámbito privilegiado e não falasse com ninguém fora da Catalunha.




Costumo escutar os argumentos de todas as pessoas mesmo não tendo uma posição de partida igual a elas. Isso ajuda a entender melhor o resto do mundo.

Acredito que muitos dos supostos ‘inimigos’ de Piqué nem sequer são torcedores do Real Madrid, simplesmente são espanhóis que querem que todos os jogadores que vestem a camisa da Espanha não defendam só o time senão também o país. Não é o mínimo que pode ser exigido?

Curioso, né? Tem profissionais do futebol que são tão profissionais do futebol que perdem o senso do compromisso ‘patriótico’ que tem. Ninguém obriga a ninguém a jogar por uma seleção de nenhum esporte. Eles são convidados a jogar e tem liberdade a recusar o convite. Acredito que o time de um país não é a mesma coisa que um clube.

Sempre defendi que os jogadores devem olhar por eles mesmos porque tem uma vida profissional muito curta e obrigações familiares para atender. Será que você não iria trocar de empresa se outra lhe pagasse melhor? Faria sentido lhe acusar de traidor simplesmente por defender os seus interesses e os de sua família? Acho muito injusto quando um jogador de futebol troca de time e os torcedores entendem isso como deslealdade.

O caso da seleção espanhola (ou qualquer outra) é diferente. O Piqué é famoso por dizer coisas que são interpretadas como uma falta de respeito aos espanhóis. Por exemplo, quando depois de um jogo contra o Real Madrid gritou: “¡Españolitos, ahora os vamos a ganar la Copa de vuestro Rey!” e continuou dizendo ironicamente: “¡Viva España! ¡Viva la Liga española! ¡A ocho puntos! ¡Que os den!” (“Espanholzinhos, agora vamos ganhar a Copa do Rei de vocês. Viva a Espanha, viva a Liga espanhola, estamos a oito pontos, vão se fu…”).

piquemilan

Para um brasileiro pode ser difícil ver essas palavras como algo mais além da rivalidade normal entre dois times mas os espanhóis sabemos muito bem o que Piqué queria dizer. Ele nasceu em Catalunha, que está dividida entre as pessoas que querem se separar da Espanha e as que querem continuar no país.

Não vou dar muitas explicações sobre esse tema porque já é chato tentar explicar os motivos pelos quais esses partidos políticos independentistas estão usando as pessoas, enganando, inventando uma história que não existe (dizem até que o Cervantes é catalão e escreveu Don Quijote de La Mancha em catalão, podem crer?).

O Piqué nunca teve a coragem de dizer claramente: “Olha, eu quero que a Catalunha seja um país diferente da Espanha”. Ele poderia oferecer os seus argumentos, os motivos pelos quais acha que isso seria bom e a origem dessa raiva que mostra contra os ‘españolitos’. Mas não, ao contrário que o Guardiola, que também jogou pela Espanha durante anos para depois dizer que não tinha outra opção, o zagueiro não fala nada sobre esse tema.

Piqué junto com a familia nas últimas eleições da Catalunha. Ele postou essa mensagem no Facebook.

Piqué junto com a familia nas últimas eleições da Catalunha. Ele postou essa mensagem no Facebook.

 

Enquanto tudo isso acontecer, o Piqué é recebido nos estádios espanhóis com xingamentos e vaias. Tanto faz que a Federação mude um jogo de estádio (tirou um jogo do Bernabéu porque achava que a ‘pitada’ seria até vergonhosa) porque em todos tem gente que não gosta dele. A imprensa, em um ato de suposto patriotismo, defende o jogador e pede para os torcedores respeitarem e valorizarem o seu ‘compromisso’ com a Espanha. Mas que compromisso?

É claro que não vai fazer gols contra só para prejudicar a seleção. Só faltava essa! Como um grande profissional que é, tenta jogar bem sempre. Obvio! Mas isso é suficiente? Me desculpem, mas eu acredito que não. Vocês gostariam de ver um jogador que não ama o Brasil, que quer que o seu estado seja independente, que fala mal dos brasileiros e que está cheio de rancor vestindo a camisa do seu pais? Duvido…



Comments

comments